Quem sou eu

Minha foto
Profissional de Controle de Tráfego Aéreo há mais de 38 anos, com vasta experiência ATS e Instrução Aeronáutica

AMIGOS e Seguidores

Qual a sua opinião sobre a pena ao ATCO, no caso BOEING X LEGACY ?
Justa
Injusta
outra

Ver Resultado
Crie uma Enquete

quarta-feira, 28 de julho de 2010

POR QUE ACIDENTES AÉREOS ACONTECEM ?

Por que acidentes aéreos acontecem, se as aeronaves que hoje sobrevoam os nossos céus estão cada vez mais sofisticadas ? Por que sistemas automatizados embarcados não conseguem evitar tais fatos?
Os mais crédulos responsabilizariam leis religiosas de todas as espécies, os mais incrédulos atribuiriam às leis naturais, mas nós os profissionais de aviação temos que respeitar normas e princípios técnicos, para poder pesquisar e analisar os fatos, os indícios e provas e ao fim tirarmos conclusões que possam realmente, explicar tais eventos.
O acidente deste 4ª feira - 28-07-2010, nas primeiras horas do dia, envolvendo uma aeronave AIRBUS 321, de uma empresa paquistanesa, já mostra algumas evidências:
  1. Condições Meteorológicas adversas.
O nosso caro colega PAULO KHATTAR, renomado Meteorologista de Aeronáutica e Instrutor de Meteorologia para a Aviação informa:" a relação de metares para o Aeroporto local de ISLAMABAD, informava AR INSTÁVEL com ventos fortes de superfície, TETO BAIXO e MUITA CHUVA com formação de TCU´s e CB´s." KHATTAR lembra ainda que a região vive o período das MONÇÕES de verão entre Julho e Agosto que provocam altíssimos índices pluviométricos, com tempestades que persistem durante várias horas.

2. CONTROLLED FLIGHT INTO TERRAIN - C F I T

Ao que nos parece e analisando em um primeiro momento, as filmagens televisivas disponíveis que mostram "uma clareira em chamas" na encosta de uma elevação e, as poucas imagens dos destroços da aeronave, em partes pequenas, a localização do Aeroporto (sudeste da cidade), o local do acidente em relação ao aeroporto (entre 07 e 9 Milhas Náuticas, em relação à cabeceira 12) nos leva a crer que a aeronave pudesse estar na execução de um procedimento de descida, por Instrumentos ou Orientação por Radar (ainda não foi informado qual era o tipo de procedimento utilizado nem qual era a pista em uso), voando é claro, a baixas altitudes "em decorrência da própria aproximação", podendo ter colidido com os obstáculos no solo, em vôo controlado, mas sofrendo as consequências das intempéries do mau tempo (TCU´s, CB´s, ventos fortes e também possível turbulência).

3. Não descartamos aqui a POSSÍVEL PANE MECÂNICA DA AERONAVE, que apesar de moderna e sofisticada - 1º vôo realizado em 1987 -, pode ter sofrido alguma espécie de pane, principalmente com os equipamentos eletrônicos, pois eles são predominantes nesses tipos de aeronaves, o que teria levado à fatalidade.

4. Também é possível um ERRO DA TRIPULAÇÃO, apesar de que, toda empresa aérea no mundo, é exigida com veemência, pelas autoridades aeronáuticas, no que se refere aos treinamentos, doutrinas operacionais, etc. Existe também o erro de CONTROLE DE TRÁFEGO AÉREO, através de uma instrução incorreta ou equivocada por parte dos Controladores daquele local. Com relação a este último tipo de possibilidade sempre é bom reiterar que nos Órgãos ATS, existe um número considerável de profissionais ATC e que a possibilidade de erro sempre é bem menor (mas não impossível), pois a atenção de todos SEMPRE ESTÁ VOLTADA PARA TODAS A AERONAVES, assim como, para os próprios controladores e as instruções que são emitidas, este fato minimiza em muito a possibilidade de erro.

Enfim, devemos agora aguardar os resultados das observações, análises períciais e conclusões, que trarão muitos outros fatos que agora não são do nosso conhecimento.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

AGRADECIMENTO A TODOS

Caros(as) AMIGOS(AS),
Quero compartilhar com tods Vocês a alegria e felicidade que estou sentindo neste momento.
Hoje, após 13 dias (13 é o meu número de sorte!!) a abertura deste blog, pude constatar que na lista de procuras do GOOGLE, o nosso SITE está em primeiro lugar. Isto significa muito e eu estou muito honrado pelo reconhecimento de todos.
Quero dizer que não exisitiria tal mérito, se TODOS VOCÊS, não colaborassem para tal.
Então, desde já o meu sincero,
Muito Obrigado .
Abraços a todos
Adolfo

sexta-feira, 23 de julho de 2010

ILS PRM Approach Training Information for General Aviation Pilots

PROCEDIMENTOS RNAV

Assunto também bastante interessante são as STAR´s, e mais recentemente as RNAV STAR´s.
Como já mencionamos anteriormente, a informatização, quer seja de novos equipamentos e tecnologias incorporando utilização do CNS-ATM para o ATS, assim como, sistemas operacionais e de navegação para a Aviação, são temas incontestáveis e irreversíveis e estão presentes em todos os setores e permitem hoje o acesso a lugares e aeroportos, pelo meio aeronáutico empregando grandes aeronaves com extrema segurança, como por exemplo a operação no Aeroporto de LIN ZHI, no Tibet, desde 2006, pela AIR CHINA, com aeronaves Boeing 767 .
O emprego de sistemas operacionais automatizados, de vôo e de navegação, nas aeronaves, têm normatividade legal estabelecida pela ICAO, pelo FAA e autoridades regionais e locais.
A seguir, relacionamos algumas dessas normas:
OACI, doc´s 8168 e 9750 - Organizaçãode Aviação Civil Internacional
FAA, Aeronautical Information Manual - AIM -Capítulo 5- Seção 4 e item 5-4-1, Federal Aviation Administration

terça-feira, 20 de julho de 2010

Peço aos Amigos, licença para homenagear a todos os Controladores de Tráfego Aéreo e a todos os Profissionais de Proteção ao Vôo do Brasil.
O video a seguir foi criado pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro - DECEA, a quem agradecemos e atribuimos os devidos méritos.
Em virtude da capacidade do nosso blog, nós o editamos.
Esperamos assim, ter conseguido homenagear estes profissionais da mais alta qualidade e abnegação de respeito ao próximo.
Parabéns Nobres Colegas.

video

Consciência Situacional

Uma questão importantíssima, tanto para Controladores quanto para Pilotos é a "CONSCIÊNCIA SITUACIONAL". Quer seja no Tráfego Aéreo, ou mesmo para o vôo, todos os envolvidos precisam sempre permanecerem atentos ao movimento e a circulação aérea. Equipamentos eletrônicos hoje existentes,como por exemplo o ACAS - TCAS - ,para os Pilotos, e novos sistemas de controle e Vigilância ATS,para os Controladores, também contribuem para que o tráfego aéreo se mantenha SEGURO. As Autoridades Aeronáuticas e as entidades nacionais e internacionais ligadas às Aviação, periodicamente elaboram "alertas de segurança" para essa questão importantíssima para todos.
Por favor, vejam, leiam e analisem a matéria a seguir, pois ela é uma espécie de "Check list" sobre este assunto importantíssimo :
Situational Awareness
Quick Reminder Quick Reference & Reminder
Build Situational Awareness :
Set specific objectives– Define flight targets and data gathering
Set priorities– Follow standard operating procedures (SOPs)
Prepare for anomalies – Consider visual illusions, missing information, etc.
Make risk assessments– Ask “what if?”
Manage workload – Shift tasks away from busy times, delegate, anticipate

Maintain Situational Awareness :
Communicate– Keep all crewmembers and external participants informed
Manage attention– Set priorities, avoid distractions, adjust monitoring to the urgency of the flight phase
Seek Information – Use your senses - Know
WHAT is important,
WHEN to seek it and
WHERE to find it Validate your data
•Cross-check – Use multiple sources of information when available
•Use rules of thumb when data are not available
Check Your Understanding
• Check for contradictory elements in the real world
• Apply experience and lessons learned
Think Ahead Brief others on what you expect Compare projected situation with objectives Set markers for confirmation and information Compare actual situation with expectations and objectives Readjust your plan if required.

sábado, 17 de julho de 2010

NOÇÕES INICIAIS DA FILOSOFIA ETOPS

Caros Amigos, nesta apresentação (ppt)Vocês terão uma noção do que é a Folosofia ETOPS.
Por favor, após assistí-la terei enorme prazer em conhecer a tua opinião e crítica.
ABraços
Adolfo
video

Tráfego Aéreo no Mundo

videoVejam que maravilha é a circulação Aérea no Mundo ao longo de um período de 24 horas.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

video

O Mundo para o Tráfego Aéreo











Este é o nosso Mundo, o Mundo como o conhecemos.









Como já o dissemos, o Avião tem o poder de encurtar as distancias entre os povos, e a ICAO como Agência especializada da ONU (UNITED NATIONS) elabora mecanismos legais - recomendações , normas e procedimentos - para permitir todas as formas de intercâmbio entre todas as nações, além é claro, de estabelecer um desenvolvimento seguro para a própria Aviação Mundial.
Para fins Aeronáuticos, a ICAO "transformou" este nosso mundo e o dividiu em 9 grandes Regiões, as quais mostramos a seguir:






Assim, diante desta "nova apresentação dos países", a ICAO equalizou algumas "diferenças" sociais, políticas, econômicas, etc, possibilitando que de forma REGIONAL, os problemas vividos por cada pais, de cada Região, pudessem ser colocados perante à Organização, permitindo assim que normas, recomendações e procedimentos pudessem ser adotados em cada Região.

A importância do Conhecimento das Regras Internacionais

Como Salientamos acima a importância de se realizar um bom Treinamento de Tráfego Aéreo Internacional está (mas também não se resume apenas), na expectativa das Autoridades Mundiais quando estabelecem suas diferenças em relação às normas preconizadas pela ICAO (International Civil Aviation Organization) , através das suas próprias recomendações, normas e procedimentos, é de que os Pilotos conheçam e as sigam, quando efetuam vôos em território estrangeiro. Tanto para os Pilotos como para os Controladores, o simples conhecimento não basta, É NECESSÁRIO QUE NA HORA DA OPERAÇÃO, TODO O CONHECIMENTO TEÓRICO, SEJA COLOCADO EM PRÁTICA.
A razão é bastante simples e óbvia, mas revestida de extrema importância:
É a segurança de vidas humanas
(Como todos sabemos um bem Inestimável.

terça-feira, 13 de julho de 2010

A necessidade de se conhecer o Tráfego Aéreo Internacional

A necessidade, ou simplesmente o desejo de voar em outros países, faz com que os aviadores sempre se mantenham atualizados sobre as leis, normas e procedimentos adotados pelas autoridades aeronáuticas de cada país em especial.
Hoje, os aviões estreitam consideravelmente todas as distancias entre as nações, o que exige dos pilotos conhecimento não somente sobre as regras e normas de tráfego aéreo do seu pais de origem, mas também de outros.
Aí se encaixa a necessidade de se realizar um bom Curso de Tráfego Aéreo Internacional, que possa tratar desde normas abrangentes e genéricas, assim como também ,de normas específicas e particulares de um Estado. Um Curso que se preocupe não somente em tratar de meras aulas de Inglês, mas sim de explanar as origens, as causas e conseqüências de uma fraseologia bem aplicada às necessidades do tráfego aéreo nos vários países.